RESENHA: Névoa do Tempo

Título: Névoa do Tempo – Série Evernight, Vol. 03

Editora: Planeta do Brasil
Autora: Claudia Gray
Páginas: 320

Ano: 2010

Sinopse:
Após o incêndio na escola Noite Eterna, Bianca e Lucas decidem continuar alojados com a Cruz Negra, o poderoso grupo de caçadores de vampiros. Porém, para manter seu disfarce, Bianca se submete aos treinamentos e participa das atividades do grupo, evitando levantar qualquer suspeita sobre sua verdadeira origem. Em meio à rotina de procurar vampiros por toda Nova York, algo inesperado acontece: Balthazar, seu melhor amigo, é capturado. Bianca se vê, então, diante de um dos maiores conflitos que já enfrentou: proteger seu amigo, revelando sua identidade, ou manter seu segredo, ainda que isso signifique abandonar Balthazar nas mãos dos caçadores? Sem saber em quem confiar e o que fazer, ela será obrigada a agir antes que seja tarde demais. Mais uma vez, o amor entre Bianca e Lucas será colocado à prova. E, ainda que continue disposta a enfrentar tudo para permanecer com ele, Bianca terá de encarar o fato de que jamais poderá fugir de seu destino.

Resenha:
Sem palavras para descrever o terceiro livro da série Evernight, além de ser o melhor dos três, esse também é o mais triste. Chorei muito lendo esse livro.

“Suas mentiras não vão protege-la por muito mais tempo.” – Névoa do Tempo

Em a Névoa do Tempo muitas coisas mudaram. Após o terrível incêndio na escola Noite Eterna, que deixou milhares de vampiros e caçadores mortos, Bianca e Lucas conseguem fugir, levando Raquel consigo. A partir de então, Bianca sabia que teria de tomar cuidado para que a Cruz Negra – sua nova casa – não descobrisse sua verdadeira origem e o que ela realmente era.

O que pareceu monótomo para alguns, para mim foi realmente atraente entender um pouco mais da Cruz Negra, como é o treinamento, a dificuldade que enfrentam e o motivo de sua existência: matar vampiros.

No decorrer da história alguns mistérios colocados anteriormente são respondidos, sentimentos são colocados a prova à todo momento, as caçadas são cada vez mais intensas, e as revelações sobre vida de Bianca vão surpreender tanto positivamente quanto negativamente todos os leitores. Isso faz com que este livro possa ser considerado por muitos leitores bem mais austero, sombrio e perigoso que os seus antecessores.

As partes mais tristes vêm com a doença de Bianca, quando ela percebe a escolha que tomou e que as consequências chegariam mais rápido do que ela imaginava, afetando não só ela, mas todos que a cercavam – inclusive seu amado Lucas.

Claudia Gray nos leva a uma montanha-russa de sensações inexplicáveis e viciantes: doí ver o sofrimento de Lucas vendo Bianca cada dia mais fraca e sua vida se esvaindo como se algo a sugasse e que ele não pode fazer nada para salvá-la. Doí também ver Bianca tentando ao máximo esconder o quanto está apavorada com tudo o que está acontecendo. Por que ela simplesmente não faz ideia do que está acontecendo. Longe dos pais e dos amigos, Bianca vai se surpreender ao perceber que a ajuda pela qual ela tanto precisa, virá daqueles que ela julgava serem seus inimigos.

Devo com certeza parabenizar a Editora Planeta por esse excelente trabalho gráfico, as folhas são bem mais grossas que o convencional, não são aquelas folhas finas que dá medo de rasgar; edição, tradução e capas impecáveis.

Mais uma vez, Claudia Gray presenteia os fãs com uma sequência de tirar o fôlego prendendo a atenção do leitor desde o primeiro instante, e, nos presenteando com um final completamente inesperado e surpreendente!

Um livro maravilhoso. 
Vale a pena ser lido e vale a pena ficar ansioso pelo próximo e último livro da saga: “Além da Vida”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *